terça-feira, setembro 27, 2016

APENAS DESERTOS




Pensei...
Pensei em muitas coisas...
Em ilhas de luz...
Em conspirações de cor...
Mas a cor desmaiou
A luz tornou-se negra
E as ilhas são apenas desertos...



DA PÁGINA DISCOVER ART

5 comentários:

oteudoceolhar disse...

..., mas nos desertos também existem oásis...
O sol irá nascer, as flores florescer...e assim um novo ciclo. ...
Beijos n'oteudoceolhar*

Jaime Portela disse...

Mas tudo pode retroceder.
Magnífico poema, ainda que tristonho...
Marta, minha querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Mar Arável disse...

Repare bem
como há flores nos desertos

Bj

Sofá Amarelo disse...

Por vezes correm fios de água naquilo que julgamos desertos, e as cores desmaiadas e negras tornam-se ilhas de luz... é preciso acreditar...

Emília Pinto disse...

Há momentos assim, em que só vemos areia à nossa volta, mas, se tivermos coragem e avançarmos, mais lá na frente encontraremos um oásis onde poderemos descobrir algo que nos faça bem. Há sempre, pelo menos um simples cacto a dizer-nos que vale a pena continuar; mais à frente um outro oásis teremos. Um bom fim de semana, Marta. Beijinhos
Emilia