domingo, dezembro 11, 2016

OUVIR



Esta noite, ouve...
Ouve como a brisa vibra
Como se torna mais audaciosa
como te arrasta pelo brilho da Lua,
e pela suavidade das nuvens...



DE SANTIAGO CARBONELL

5 comentários:

Graça Pires disse...

Os sentidos não se furtam às emoções. E o assombro acontece...
Tão belo, Marta!
Uma boa semana.
Um beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

e é a magia a acontecer na noite
e nos sentires

boa semana.
beijinho
:)

Sofá Amarelo disse...

E a Lua brilha intensamente porque está quase Cheia, e quando a Lua tem muito brilho ajuda a brisa a tornar-se mais audaciosa e torna as nuvens mais suaves...

Luiza Maciel Nogueira disse...

Tão suave, um poema de céu azul e pássaros voando!

beijo

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Um poema sublime.
É no silêncio da noite que os sentidos se avivam e ficam atentos à mais pequena aragem.
Beijinhos,
Ailime