quinta-feira, abril 27, 2017

DEVOLUÇÃO



Para quê
Ignorar o silêncio
Se ele até é bem-vindo?
Se liberta a dor, a mágoa
que escondo no corpo?
Se desvenda os segredos
que já não são nossos?
Se me devolve o olhar
e me deixa finalmente ver?
O que sempre vi pelo teu…




"ANGEL SITTING WITH HEAD BOWED" DON NIK HELBIG

3 comentários:

Jaime Portela disse...

O silêncio pode ser boa companhia e até bom conselheiro.
Excelente poema, gostei muito.
Bom resto de semana, querida amiga Marta.
Beijo.

Sofá Amarelo disse...

Um poema/texto de antologia -
"Se me devolve o olhar
e me deixa finalmente ver?
O que sempre vi pelo teu…"
- a indiciar que o silêncio não pode ser ignorado, pois é nele que se escondem os segredos para serem desvendados com a cumplicidade de dois olhares...

Graça Pires disse...

"Um silêncio demasiado ruidoso...
Muito belo, Marta.
Uma boa semana.
Um beijo.