quinta-feira, julho 06, 2017

ATRÁS DA PORTA



Não sei o que há
Lá, atrás da porta…
Se a loucura da multidão,
se a paixão das palavras…


Não sei…
Se quero abrir a porta…
Não tenho medo da paixão,
mas receio a loucura...



" MAN AND WOMAN II" JOAQUIN MORAGES

6 comentários:

Ailime disse...

Bom dia Marta,
Um poema magnífico!
"Atrás da Porta" está "a paixão as palavras" que se revela em excelente poesia.
Beijinhos,
Ailime

Franziska disse...

Ante el amor, tener miedo es el resultado de una mala experiencia. La locura a cambio de amor ese sí que es un precio insoportable. Gracias por compartir aquello que considera interesante. Gracias por sus amables palabras y el esfuerzo que habrá tenido que hacer por leer un texto tan largo y lleno de imágenes. Lo aprecio mucho. Franziska

Jaime Portela disse...

Mas se não abrires essa porta, jamais saberás o que está por detrás dela...
Magnífico poema, gostei muito.
Bom resto de semana.
Beijo.

Emília Pinto disse...

Nunca sabemos o que está por trás de uma porta, mesmo quando abrimos essa porta todos os dias; há que ir com cautela, mas tem que ser aberta; temos sempre medo de loucuras, mas, se forem de amor, penso que vale a pena arriscar e abrir a porta imediatamente, sem pensar. Lindo, como sempre, Marta. Parabéns e obrigada. Beijinhos
Emilia

Agostinho disse...

Ousar na medida certa,
no limiar da porta decidir
na percepção do limite
quando o medo desperta

Bj.

Sofá Amarelo disse...

Nunca se deve ter medo da paixão pois é ela que abre as portas... mesmo que a loucura esteja para lá da multidão...