sexta-feira, julho 12, 2019

MUITO MAIS


Hoje..
Não brinco
com as palavras...
Porque elas iriam sofrer…
Seriam pesadas… malditas...
E eu…
Eu quero que sejam
muito mais do que isso...

IMAGEM DE JOHANNA HARMON

6 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Gostei muito!

Beijo. Bom fim de semana!

Graça Pires disse...

Quase sempre as palavras são cúmplices daquilo que o coração sente…
Lindo, Marta!
Uma boa semana.
Um beijo.

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Um poema magnífico.
As palavras são o eco da nossa alma.
Um beijinho e uma boa semana.
Ailime

Sofá Amarelo disse...

As palavras são fundamentais por isso não se deve brincar com elas... pois pode haver más interpretações...

Agostinho disse...

O suporte da gente,
mesmo quando falam em silêncio.

Bj.

Humberto Maranduva disse...

Como escrevi em tempos, "(...) As palavras não se abrem nem se fecham
mas respiram sempre
para lá da aspereza do silêncio
da harmonia incendiada do dilema
da inquebrantável perda do sentido (...)".

Mas, sim, Marta, nem sempre se pode brincar com elas, dada a sua complexidade itinerante, armadilhada em miríades de encriptações subjectivadas ao abrigo de confrontos variáveis, que a individuação (real, simbólico, imaginário, inconsciente) de cada um faz oscilar.
Um bom fim-de-semana.