segunda-feira, outubro 24, 2005

MAIS SORRISOS

E, porque falamos em sorrisos, porque não sorrir com este poema maravilhoso de Eugénio de Andrade:

Sorriso
Creio que foi o sorriso,
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso

Nada como um sorriso franco, generoso, caloroso para abrirmos à nossa vida e mente ao mundo!!!!

1 comentário:

Manuel Luis disse...

Um sorriso para ti.
Parabéns pelo tempo desta bem elaborada pagina.
Bj