segunda-feira, agosto 07, 2006

FÚRIA DO MAR


Ao longe por mim oiço chamando
A voz das coisas que eu sei amar.
E de novo caminho para o mar.
Sophia de Mello Breyner Andresen
O meu comentário??
Será que encontraremos a resposta para a nossa angústia e dor, olhando o mar?
Sentindo a fúria com que fustiga os penhascos, o horror que desenha com a espuma na areia da praia???
A mim ajuda-me a pensar e tudo fica mais claro, mesmo num dia de tempestade...

4 comentários:

Jofre Alves disse...

Blogue interessante e elegante para apreciar e visitar mais vezes. Jofre Alves

Teresa David disse...

O mar sempre foi para mim um dos maiores escapes para me manter equilibrada, a par da planície cuja imensidão se torna também um mar ondulante. Logo, sempre sempre o olharei com respeito e também cumplicidade pois por lá ia ficando aos 5 anos de idade.
Beijos
Teresa David

MARCOS LOURES disse...

No teu corpo, a malícia, cativante.
Nos teus seios transborda meu desejo,
Tua boca carmim vai, delirante,
Na busca dos teus lábios, antevejo.

Carícias são premissas. Ofegante,
Procuro por teus olhos, neles vejo,
O gozo refletido, radiante.
Pudera mergulhar, num simples beijo...

Teu toque prenuncia mil delícias,
Quisera conhecer os teus segredos,
Vertendo devagar, tantas carícias.

Percorrem todo o corpo; leves dedos,
Entreabrem tua blusa, com malícia,
Penetro, qual luar, teus arvoredos...

com um abraço fraternal Marcos

..junto num PEDAÇO só o TEU coração.. disse...

olá martinha,vim agradecer-te as tuas palavras..tou a passar uma fase dificil,mas..com o passar do tempo irá desaparcer.O mar tbm me inspira,deixa pensativo..distante de mim mésmo.Ainda não o consegui compreender.bjinhos de o outro pedaço de mim..(luis).