sábado, outubro 28, 2006

AS PALAVRAS


Ponho palavras em cima da mesa: e deixo
que se sirvam delas, que as partam em fatias,
sílaba a sílaba, para as levarem à boca -
onde as palavras se voltam a colar, para cairem
sobre a mesa

Verbo de Nuno Júdice - As coisas mais simples

O meu comentário??
Jogos de palavras...
Discussões...
Mentiras....
Ou confissões de amor?
Tudo se passa à volta da palavra,
às vezes nasce a mágoa,
mas também cresce a paixão...

4 comentários:

MNN disse...

http://photos1.blogger.com/blogger/1966/2563/1600/letras.jpg

Alexandre disse...

As palavras de Nuno Júdice estão muito bem «jogadas», todos nós debitamos por vezes palavras para cima de uma mesa, para cima de alguém, e os outros saboreiam-nas como querem, servem-se delas por vezes com um sentido difernte do k lhes queríamos dar.
Perfeita também a análise da Marta, este jogo (porque é um jogo!) de palavras pode dar origem a coisas bonitas (confissões de amor, cumplicidades) ou coisas menos bonitas (discussões, mentiras).
Palavras perfeitas de ambos os intervenientes, Nuno e Marta, neste caso!

Alexandre disse...

As palavras de Nuno Júdice estão muito bem «jogadas», todos nós debitamos por vezes palavras para cima de uma mesa, para cima de alguém, e os outros saboreiam-nas como querem, servem-se delas por vezes com um sentido difernte do k lhes queríamos dar.
Perfeita também a análise da Marta, este jogo (porque é um jogo!) de palavras pode dar origem a coisas bonitas (confissões de amor, cumplicidades) ou coisas menos bonitas (discussões, mentiras).
Palavras perfeitas de ambos os intervenientes, Nuno e Marta, neste caso!

carlota disse...

Palavras, palavras... Sem elas o que seria de nós? Gostei do teu bolg. Beijocas