segunda-feira, novembro 06, 2006

RENOVAR

Em quem pensar, agora, se não em ti?
Tu, que me esvaziaste de coisas incertas,
e trouxeste a manhã da minha noite...
Pedro, lembrando Inês de Nuno Júdice do livro do mesmo nome
O meu comentário??
Amor verdadeiro??
Às vezes, é o momento em que mais incertezas há............
Mas a noite é curta demais
e passa-se o dia a relembrar momentos
e renovam-se desejos.......

4 comentários:

Alexandre disse...

Hum, o teu post fez-me desejar ir para a cama, enroscar-me - não que esteja frio mas sabe bem! - e ficar pensando em coisas bonitas... esvaziar a cabeça dos pensamentos menos bons e pensar em...

Silêncios disse...

Se provoca alguma incerteza é pq tem importância suficiente para isso...
Há que continuar a relembrar momentos e renovar desejos

Isabel disse...

Eu gosto das incertezas da vida, os escritores, os poetas, os pintores, os musicos, todos os criadores são seres sem certezas em permanente busca...
Só há uma incerteza que não gosto a do amor. Busquei-o toda a vida, encontrei-o e ainda bem que assim foi.
è bonito que fales em Pedro e Ines o amor dos amores, o mais belo e o mais sofrido. Já publiquei no meu blogue excertos de um livro maravilhoso de Ruy Belo que fala da sua história " A margem da alegria" é o nome do livro, e um dos livros que mais amo.

Vem ao meu espaço tenho lá um agradecimento para pessoas como tu, gostava que lesses.

Beijo.

Isabel

Carmem L Vilanova disse...

Passo para deixar-te um beijo carinhoso, de amizade eterna e para dizer-te que nao estou esquecida de ti, estive antes, com uma gripe daquelas, de deixar um na cama, por uma semana, mas cá estou de volta, com vontade de ficar e nao demorar a voltar... :o)
Beijos, amiga... sempre!