sábado, dezembro 30, 2006

PENA DE AMAR

O que desejei às vezes
Diante do teu olhar,
Diante da tua boca!
Quase que choro de pena
Medindo aquela ansiedade
Pela de hoje - que é tão pouca!
De António Botto - Aves
de Um Parque Real
As Canções de António Botto
O meu comentário??
Pena de quê?
De se ter amado?
Amar não é pecado...............
Pensei que o fosse................
Sei agora que não o é...........
Quando se ama verdadeiramente....
Com alma, com sentimentos, com o coração...
Com o sorriso no olhar.............
Não se deve ter pena de ter amado
ou estar a amar..................

2 comentários:

Alexandre disse...

As pessoas muitas vezes - ou quase sempre - ficam com pena de não terem feito algo que desejavam em determinada altura. É assim que nascem as frustrações, os desencontros...

Jofre Alves disse...

Passei para ver como ia o Ano Novo, e com agrado constato que a qualidade é a de sempre, igual ao ano anterior, sendo imprescindível vir aqui. Resta desejar Bom Ano e óptima semana, e já agora, faça o favor de ser feliz.