segunda-feira, abril 02, 2007

PRÓPRIO POEMA


Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto
alimentam-se um instante em cada par de mão
se partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilha
do espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...
de Mário Quintana


O meu comentário???

Identificamo-nos com o poema que lemos...

Às vezes, encontramos forma de escrever o nosso próprio poema....

As nossas mãos nunca estão vazias......

Porque acabam por ser as páginas

onde cada um de nós, à sua própria maneira

escreve o seu poema..........

Onde tudo o que somos se reflecte............

Num desejo ou em desespero....

4 comentários:

rosa maria disse...

Gosto das palavras do Mário Quintana, mas as tuas são tb muito belas e acertadas...

entre linhas disse...

Só mesmo Mário Quintana tem o dom de palavras belas e dóceis.

Uma Santa e Feliz Páscoa

Bjs Zita

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu anjo,

Apesar de ainda não estar nada bem, não podia deixar de aqui vir para te desejar uma Santa Páscoa e uma semana cheia de luz em teu coração.
Bjokas mil e xi - corações.

Alexandre disse...

Os poemas podem ser tudo o que quisermos!!! Podem trazer todas as sensações, podem fazer-nos viajar pelo universo... ou só até ao rosto que está ao nosso lado...

Os poemas... fizeram evoluir a Humanidade!!!