sábado, junho 09, 2007

PARTIDA


De repente, não mais que de repente

Fez-se de triste o que se fez amante

E de sozinho o que se fez contente.


Fez-se do amigo próximo o distante

Fez-se da vida uma aventura errante

De repente, não mais que de repente.


Vinicius de Moraes – Soneto da Separação (excerto)


O meu comentário??

Sem qualquer explicação...

Acontece....

simplesmente mudar as prioridades, o estilo, a vida em si.............

Porque nós próprios mudamos...

Evoluímos....

estabelecemos um outro ritmo... acompanhamos novos amigos....

Às vezes, sentimo-nos tão sozinhos....
há lacunas....que nunca mais se preenchem...
De repente, desejamos voltar ao ponto de partida.............................

5 comentários:

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu anjo,

Adorei este excerto do soneto da separação, nossa como sei o que isso é.
Amei!!!
Bjokas mil e xi - corações.

P.S. Deixei lá no horizonte..., um miminho para ti, vai lá e pega.

sonhadora disse...

Sonha. Sonha sempre.
Beijinhos embrulhados em abraços

tee disse...

gosto de acreditar que...

"All good things come to an end, just because better things are wainting for you!"

todos os dias quando acordo o digo em voz baixa.. só para não me lembrar que alguém me continua a magoar apenas pela sua ausência..

Vivemos à espera de utupias.. de dias que não chegam.. marcamos encontros em dias nenhuns, adiamos o amanhã e não valorizamos o presente que a vida nos oferece hoje, o PRESENTE!

Um abraço

Menina do Rio disse...

De repente, não mais que de repente...

beijos

tee disse...

Passei para agradecer a visita e o coment e responder...

Há coisas que não dependem só de nós, da nossa vontade..
Para o ilustrar deixo o exemplo do mito de ìcaro, jovem feito de fibras de desejo que se deixou encantar pelo brilho do sol e pela liberdade da altura do voo.. acabando por pagar com a morte a sua ousadia!

Todos os sonhos têm o seu risco...
O meu é acordar e não o ter!