quinta-feira, agosto 23, 2007

AMOR EM SILÊNCIO

Paz de amor (excerto) de Odylo Costa filho
Calemos esta paz como um segredo
de amor feliz. Não seja este silêncio
ponto final em nosso terno enredo:
não nos encerre o amor, antes condense-o.
O meu comentário?
Por vezes, as razões que nos levam a estar em silêncio são mal interpretadas...
Viver secretamente o amor......
um momento só nosso...
Partilhado apenas com quem amamos...
Egoístas?? Porquê?
Nem todos gostam do ruído...
a ternura reflecte-se nos gestos e nos olhos....
E ali está o amor....

4 comentários:

multiolhares disse...

existem momentos em que o silencio é de ouro e o amor não precisa de palavras

luna

Rosa Maria disse...

E qts vezes o silêncio não diz, mt mais que mil palavras?
Fica um beijo

João Filipe Ferreira disse...

eu e pedro lopes do site www.luso-poemas.net estamos a pensar fazer uma antologia 100 autores, 100 poemas pela ecopy. Neste projecto cada autor participa com 1 texto. O unico custo que terá é comprar 1 livro, ou seja terá o preço de 12 euros. é um livro que pode estar em qlq loja que qualquer autor arranje para além das muitas lojas onde está presente, pensei em a convidar, se quiser será um prazer:)

bjs

Maria Clarinda disse...

"...Egoístas?? Porquê?
Nem todos gostam do ruído...
a ternura reflecte-se nos gestos e nos olhos....
E ali está o amor...."

Lindo Jinhos