domingo, agosto 19, 2007

BELA NA MESMA

Odylo Costa, filho

Soneto da tarde (excerto)
Não digo que o sol pare, nem suplico
que teu cabelo não se faça branco.
Nos segredos serenos que fabrico
vive um pouco de mago e saltimbanco.
mas te desejo simples, natural,
e que o dia na tarde amadureça.
Venceste muita noite e temporal.
Confia em que outra vez ainda amanheça.

O meu comentário?
Confiança, esperança....
Manter a magia na alma....
guardar os segredos de outros dias mais alegres..
A alegria vive-se sempre;
vive-se é de outra maneira...
mais simples...mais doce...
Dá-se mais valor ao tempo...
explora-se mais....conquista-se momentos...
Suaves como o amanhecer...
sinal de que a vida continua............
com outros limites...mas bela na mesma................

5 comentários:

Entre linhas... disse...

Confiança e esperança dois componentes para manter a alma viva.
Bjs Zita

DairHilail disse...

que lindo...

toco violino...queres ouvir?
1 beijo para ti

Sahmany disse...

É quase que impossível andar por aí sem passar por aqui.

Fiz um novo post, e quando vc tiver um tempinho passa lá em casa tomar um cafezinho e trocar umas idéias.
Ah, gostaria de pedir sua atenção para o blog do meu amigo:
http://deretourmp.blogspot.com/, ele escreve coisas lindas, tenho certeza que vc, assim como eu, irá gostar e fará tb um novo amigo. Amizade nunca é demais não é?
Abraço pra vc.
Fique com Deus.

O Profeta disse...

Duas luas são os teus olhos
Dois rostos tem, a saudade
Dois actos, tem a peça de nome paixão
Nenhum aplauso dura...a eternidade...



Profético beijo

Maria Clarinda disse...

Maravilha...perdi-me no teu comentário!
Jinhos mil