quinta-feira, agosto 16, 2007

SENTIR

Veloz como uma sombra, curto como um sonho:
Breve como o relâmpago na noite escura,
Que com melancolia revela o céu e a terra
E antes que o homem consiga dizer "Olhai!"
Eis que as mandibulas da noite o devoram:
Como tudo o que é luminoso, se perde rapidamente
na confusão
Wiliam Shakespeare
O meu comentário???
O amor...mas o que será a vida sem ele?
Nada...árido....apático...
Melhor durar pouco, mas ser intenso...
O tempo que demora a terra girar...
a lua tornar-se cheia...a noite enlaçar o dia...
Um bailado...uma sinfonia...
Um segundo...................uma eternidade...
Uma paixão ..um Verão...uma Primavera...
Mas sentir...intensamente................

3 comentários:

Meninuh Kikuh disse...

Passei para te deixar um beijo de bom fim de semana ;D

TMara disse...

Brincando com algumas da s+palvras do teto de Shakespeare, aqui te deixo:

Veloz - porque se instala sem dele darmos conta,/
curto - pq curta e breve é a vida/:
como o relâmpago na noite escura -pq ilumina o ser e o torna luminoso,/
com melancolia - pq jhá um amof«dp de sentir.estar k nos torna ávidos e lentos no saborear/
revela o céu e a terra - porque nos eleva a graus de felicidade antes inimagináveis e nos mostra o lado obscuro da matéria....

Bjs
Luz e paz

TMara disse...

GRALHAS - correcção:
Brincando com algumas das palavras do texto de Shakespeare, aqui te deixo:

Veloz - porque se instala sem dele darmos conta,/
curto - pq curta e breve é a vida/:
como o relâmpago na noite escura -pq ilumina o ser e o torna luminoso,/
com melancolia - pq há um modo de sentir-estar k nos torna ávidos e lentos no saborear/
revela o céu e a terra - porque nos eleva a graus de felicidade antes inimagináveis e nos mostra o lado obscuro da matéria....

Bjocas