sexta-feira, janeiro 11, 2008

INTEIRAMENTE

PROJETO DE PREFÁCIO

Sábias agudezas... refinamentos...


- não!

Nada disso encontrarás aqui.

Um poema não é para te distraíres

como com essas imagens mutantes de caleidoscópios.

Um poema não é quando te deténs para apreciar um detalhe

Um poema não é também quando paras no fim,

porque um verdadeiro poema continua sempre...

Um poema que não te ajude a viver e não saiba preparar-te para a morte

não tem sentido: é um pobre chocalho de palavras.

Mario Quintana

O meu comentário???
Vive em ti, transforma-te...
Segue-te...
Guardas nas páginas do livro que lês...
Serves-te das palavras para exprimires a tua opinião...
Porque compreendeste o sentido...
Porque o viveste...
Visualizando-o inteiramente.................

5 comentários:

Alvaro Gonçalves disse...

Boa noite meu anjo,

Sábias palavras as de `Mário Quintana, e realmente é a mais pura verdade, um poema tem de ter um fim, ou seja, tem de me dar algo que me seja útil, senão para mim, não é um poema, mas meras palavras soltas e ali colocadas para apenas rimarem.
Me desculpa, se sou assim meio "rude" e direto, mas é realmente o que eu acho e sinto.
Obrigado mais uma vez por este encanto.
Beijos em teu coração.

Bichinho disse...

Beijo fantasma.

Sol da meia noite disse...

Marta
Minha também esta tua percepção das palavras de Mário Quintana.
Porque um poema é em nós, o véu que a pouco e pouco se levanta, revelando verdades, espalhando o entendimento...
Um percurso...

Beijinho

Pekenina disse...

E quantos significados podemos nós atribuir a meia dúzia de palavras que se marcam numa folha de papel? Tantos... :) Cabe a cada um interpretar...

tufa tau disse...

ajuda-te a crescer, a ser
mas é uma soma de detalhes, como a vida
onde a morte é detalhe ultimo


abraço