quarta-feira, agosto 20, 2008

TUDO

Viagens - 2


Entre um lago e outro lago.

Espelhos.

Jardins suspensos.

Súbitas nuvens.

Ave

nocturnamente.


Durar.


Álvaro Manuel Machado (Livro "Silêncios")


O meu comentário???


Uma paz sentida....


No passeio à beira do lago....


Um espelho que reflecte....


Não só as nuvens....


A nossa alma, se olharmos com atenção....


Que reflecte tudo....


A montanha desenhada na superfície do lago...


Os ramos da árvore que se inclina...


Sempre num silêncio....numa paz sentida.....

6 comentários:

RENARD disse...

Os Jardins Suspensos da Babilónia. Uma das antigas 7 maravilhas do mundo....
Quando ainda tinhamos capacidade de ver a beleza em coisas que nunca vimos e que viviam na nossa imaginação...

Kisses my friend

Só Eu disse...

Já estava com saudade de bons textos. É bom voltar a ler-te. Estou de volta.
Beijinhos

Sol da meia noite disse...

Belo!
Tem que haver algo que preencha o espaço que separa algo... e que seja preenchido pela beleza que tende a aproximar...

Jinho *
:-)

Só Eu disse...

Olá Marta.
è por causa de textos como este que eu digo que regra geral gosto de Alvaro Manuel Machado. Deste texto não gosto.
Mais uma vez (e vou deixar de dizer isto, pela frequencia) o post fica riquissimo pelo facto de tu criares, agora sim, um texto poético sobre um texto desconexo.
Parabens querida amiga
Beijinhos

f@ disse...

Mto bonito...os ramos da árvore tb se inclinam em vénia para esta escrita que reflete a limpidez do fundo do lagoe o silêncio ... beijinhos das nuvens

daniel disse...

Marta

Talvez o poeta não faça o meu género. Em relação vou achando o teu comentário bom.
Desculparás, mas digo o que penso.
Fica para ti a certeza que me agrada passar.
Beijinho
Daniel