sexta-feira, janeiro 23, 2009

SEPARAR

Te amo como nunca amei


Outra pessoa.




Meu amor por ti é paciente,


pois por ti espero o tempo que for necessário.




Meu amor por ti é suave,


pois descansa no brilho do teu olhar.




Meu amor por ti é simples e natural,


pois só de pensar em ti eu me alegro.




Meu amor por ti...




Meu amor por ti é nada disso!


Pois meu amor é tão puro e sincero


que não à como explica-lo com palavras.




A única coisa que explica esse amor


é o silencio de um olhar entre nós dois.







O meu comentário???




Um silêncio...


.....Um olhar...




Falam de nós...


.......sobre nós....


...por nós....




Nesse silêncio que se torna perfeito...


Nesse olhar que nos afasta da multidão....


Em que crescemos....




Apesar do mundo não ser perfeito...


Nem nós....




Acreditamos...


Sentimos...


Nada nos vai separar.....




7 comentários:

manzas disse...

Obrigada pelo comentário, fico grato...

Perfeito…

Passei para desejar um óptimo fim-de-semana…

O eterno abraço…

pin gente disse...

alguém leu o meu olhar?


gotei muito do novo visual... muito sereno, como tu, marta!
abraço grande
luísa

Pierrot disse...

Ai este amor
Efeito tão extraordinário...
Bjos daqui
Pierrot

BC disse...

Em primeiro lugar acho que a mudança foi muito boa esteticamente, está leve, inspira paz, calma.
O poema sempre a mesma procura desse amor que virá!!!!
Lindo
Beijos ternos
Isabel

Rolando Palma disse...

Haja o que houver
Eu estou aqui
Haja o que houver
espero por ti

Volta no vento ô meu amor
Volta depressa por favor
Há quanto tempo, já esqueci
Porque fiquei, longe de ti
Cada momento é pior
Volta no vento por favor...

Eu sei quem és
pra mim
Haja, o que houver
espero por ti...

Há quanto tempo, já esqueci
Porque fiquei, longe de ti
Cada momento é pior
Volta no vento por favor

Eu sei quem és
pra mim
Haja, o que houver
espero por ti...


Madredeus, Haja o que houver...

Obrigado.

tufa tau disse...

nunca amei ninguém...
não, como te amo a ti!
as minhas palavras...
nada valem perante o que sinto.
queria conseguir dizer-to!
saber dizer-to!
dizer-te o que em mim sinto.
e só sei dizer que nunca amei ninguém... como te amo a ti.


um abraço, marta

Daniel Costa disse...

Marta

Tudo simples e o que é simples, não será o mais fácil. Achei ambas as partes óptimas.
Bj
Daniel