segunda-feira, março 16, 2009

DÚVIDAS

De mais ninguém, senão de ti, preciso:
Do teu sereno olhar,
Do teu sorriso,
Da tua mão pousada no meu ombro.
Ouvir-te murmurar: -
"Espera e confia!"
E sentir converter-se em harmonia,
O que era, dantes, confusão e assombro
Amizade de Carlos Queirós
(Livro "366 Poemas que falam de amor" escolhidos por Vasco Graça Moura)
O meu comentário???
Por vezes, estamos perdidos...
Pensamos que nunca teremos coragem para mudar...
O que uma simples palavra pode fazer por nós...
Numa voz que adoramos...
Num rosto amigo...
Confiança...
O preto acaba por não ser tão preto...
A janela acaba por abrir por completo...
A brisa é fresca e os cheiros são mais intensos....
O teu sorriso passa agora a ser o nosso sorriso....
As dúvidas???
Afinal, o que é que são as dúvidas???

6 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Belos poema e comentário.
Gostei do que escreveste.
Boa semana, beijo.

Gilbamar disse...

Nada melhor do que um amor para inspirar as melhores poesias; e quando essas poesias são comentadas com inteligência, então, tudo fica mais fascinante.

Fraterno abraço do amigo Gilbamar.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Dúvidas quando as certezas nos confundem.

Luana Ferraz disse...

Nossa que lindo...

beijos

Secreta disse...

As duvidas são tudo e nada! Somos nós quem decide.
Beijito.

entremares disse...

Afinal, o que são as dúvidas ?

As dúvidas são os contrastes, o poder chorar de alegria e rir de tristeza... as dúvidas são o medo de ser feliz.

Nós somos as dúvidas.
E elas fazem parte da vida... como o tempero dos sentimentos...