quinta-feira, setembro 24, 2009

AS CORES

A poesia não é voz - é uma inflexão.

Dizer, diz tudo a prosa. No verso


nada se acrescenta a nada, somente


um jeito impalpável dá figura


ao sonho de cada um, expectativa


das formas por achar. No verso nasce



à palavra uma verdade que não acha


entre os escombros da prosa o seu caminho.


E aos homens um sentido que não há


nos gestos nem nas coisas:
vôo sem pássaro dentro


Aurora - de Adolfo Casais Monteiro


O meu comentário???


Eu, escrever um poema?


Duvidei da ideia


- ri-me mesmo.


Mas tentei...


Aprendi, realmente a voar.


Nas palavras que sinto...


Transformando a minha ilusão

numa realidade,

sonhada,

que sempre tive medo de agarrar...

Na aurora,

nas minhas palavras..

nos meus poemas

falo sempre das cores....

7 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA MARTA, BELAS PALAVRAS NUMA MARAVILHOSA POESIA... AS TUAS PALAVRAS COMO SEMPRE SUBLIMES... ADORO-TE,
FERNANDINHA

susana disse...

Sobre as cores...sobre o amor...sobre o tempo,transformas a ilusão numa realidade sonhada.
Continua a voar assim...

Beijinho
Susana

FOTOS-SUSY disse...

OLA MARTA, BELISSIMO POEMA...SIMPLESMENTE FASINANTE AMIGA...VOTOS DE UM BOM FINAL DE SEMANA!!!
BEIJOS DE CARINHO E AMIZADE,



SUSY

Luis F disse...

As minhas palavras
O voo da gaivoita
O vento que segreda ao ouvido
O momento que fica
O encanto do poema
O amor

Parabens pelo poema
Luis

Jacarée disse...

Bela poesia!

Quando o coração transborda de Amor.
Nele crece a esperança sorrindo em cada amanhecer.

B. F. semana.
Bejsss

as minhas palavras disse...

eu nao acredito (no que acabei de ver, de ler), digo-te jua minha querida amiga que o teu blog esta lindo lindo, mas mesmo lindo. sei que tambem nao vais acreditar, mas voltei. para escrever como antigamente, com força. um beijinho muito grande cheio de carinho e saudade das tuas palavras. Pipoca. ate ja!

Unseen Rajasthan disse...

You have a fantastic blog !! I loved the post..Unseen Rajasthan