sexta-feira, abril 02, 2010

SE SENTE

Olhas-me entre a surpresa e o desencanto
e eu fico embaraçado ante esse olhar;
nada podia perturbar-me tanto
como uns olhos roubados ao luar
das noites em que o tempo e o lugar
se faziam de espuma, luz e espanto.
Mas o que importa, sobre a ruinosa
erosão dos desenganos,
é esta força de quem ousa
amar-te acima do passar dos anos.
Poema de Torquato da Luz
O meu comentário???
Porque amar-te é isso....
Esquecer que o tempo existe...
Saber que o que perdura é o sentimento...
A esperança e a vontade...
De ver sempre no luar,
não o que se imagina,
mas o que sente...
Com a força que
se descobre em momentos....
Em fracções de segundos.....
De que nunca se fala.....
Porque, repito,
apenas se sente....

4 comentários:

Inês disse...

Nossa, que barato essa forma poética!
Gostei!
Um abraço!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

O tempo do amor
é tão estranho.
Diferente do nosso
pode ser efêmero ou eterno.
Mas quando o olhamos
encontramos a justificativa das
nossas vidas.
Assim somos plenos,
somos gente,
somos vida...

Que o amor tome conta de ti.

Lyra disse...

Olhem este sitio absolutamente delicioso para se desenhar, "desabafar" e descontrair :o)

Percebi que não é preciso sabermos desenhar bem para ilustrarmos ou "escrevermos" o que nos vai na alma através do desenho...E às vezes é bem mais fácil desenharmos o que nos vai na alma em..."silêncio"

E podem sempre adicionar o desenho ao vosso blog ou enviá-lo por e-mail a alguém.

www.sketchtag.com - visitem - vale mesmo a pena! Divirtam-se!

Graça Pires disse...

Um olhar: o jeito desconcertante de dizer: amo-te...
Excelente sintonia entre o poema e o comentário.
Beijos.