quarta-feira, fevereiro 09, 2011

PERDER A COR

Como dizer-te
que povoas o meu sono
ao cair da noite,
quando o dia termina,
despertando sensações
há muito escondidas em mim.

Como dizer-te
que a tua voz me possui,
entrando no meu ouvido,
como seta directa
ao coração.

Como dizer-te
das sensações primeiras
coração aberto
sorriso franco
em sangue quente
que me inunda e me dá alento.

Como dizer-te
que és maré alta
em noite de lua cheia.
Como dizer-te.

Poema de Menina Marota (Otília Martel)
em "Um desnudar de alma"

O meu comentário????
Como dizer-te enfim...
Amo-te, quero-te, desejo-te.....
Como explicar-te
o desnudar do meu corpo??
Como está tudo à flor da pele
e que basta tocares-me....
Para que todo este sangue quente jorre...
Pinte o desejo no meu corpo e te reencontre.....
No cheiro, no suor, na saliva....
Na carne, enfim....
Como dizer-te tudo isso......
se as palavras perdem as cores.....

4 comentários:

Valquiria Calado disse...

Dá teu mais quente olhar e o teu mais doce sorriso...perceberá.

beijos.

Daniel Costa disse...

Marta

Como dizer-te?
Ambos os poemas são interesantes, uma coisa engraçada: o teu poema é mais prático tem menos rodeios, Será menos sedutor? E o jogo dfa sedução pode ser importante, em muitos casos.
Beijos

AFRICA EM POESIA disse...

MARTA

Vim deixar a noticia...

Sábado dia 19 De Fevereiro

Tenho apresentação do meu livro

Caminhei ...Caminhando
e a apresentação de Algumas telas...

a Apresentação Será às 15H 45 Minutos
na Casa Luso-Angolana

Associação Lusófona do Porto

PRAÇA DAS FLORES

Edifício Fontanário.

Porto

Conto contigo e leva amigas(os)


beijos

Graça Pires disse...

"Como dizer-te
que és maré alta
em noite de lua cheia.
Como dizer-te."
Gostei muito do poema da MM.
Gostei muito da tua interpretação.
Um grande beijo.