segunda-feira, junho 18, 2012

VIAJANTE NO TEMPO


Sou um viajante 
ou prisioneiro no tempo?

Não sei o que aconteceu
Porque estou aqui,
sentado, debaixo do tempo

Tenho memórias
Saudades doutro tempo
Em que não me sentia tão só
Em que sabia nomes
Conhecia sorrisos
Partilhava segredos

Hoje
vivo debaixo do tempo
Completamente fora de tempo

AUTOR DA FOTO JOSÉ ALEX GANDUM


5 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

o tempo... o tempo...

e sempre o tempo...

Álvaro Lins disse...

Amiga: dizer que és uma poetiza com uma sensibilidade fora do comum...é lugar-comum:)!
Por isso deixo um Grande Abraço

CamilaSB disse...

Olá, Marta, são sempre muito interessantes e belos os seus poemas! Parabéns, e que o tempo lhe traga sempre, muita luz e poesia linda! Beijinho com carinho e amizade!

Sofá Amarelo disse...

O tempo é aquilo que o tempo faz do tempo, e somos nós, entre memórias de outro tempo, que partilhamos o tempo através de segredos onde o tempo não é mais que um pormenor do... tempo!

Michelle Trindade disse...

Mas a sabedoria do tempo nunca acaba...
bjus e boa semana,