terça-feira, julho 31, 2012

BEIJO




Completa-me...

Com um beijo tranquilo

Doce, perfumado

Sem promessas

Sem segundo sentido

 

O beijo pelo prazer

De o ser, de o sentir

Não importa onde....
Foto de Graça Loureiro

5 comentários:

Sandra Subtil disse...

Beijo-te. Onde o quiseres sentir.

Milton disse...

Olá Marta!
Meu blog é de variedades, mas adoro os literatos. Prazer em te descobrir.
Bjs

LUZ disse...

Olá Marta,

A parir do blogue da Piedade Araújo Sol, cheguei ao seu.
Antes de comentar, fosse o que fosse, li, com atenção as suas postagens e vi o vídeo, que aqui nos apresentou, na postagem anterior, que é, esteticamente, perfeito e fantástico.

Quanto à sua mais recente postagem: "Beija-me" (a pop-up, não me deixa ver, agora, o que escreveu), tenho tanta coisa para dizer, e, se calhar, só me apetecia dizer, a alguém muito especial, aquilo que a Marta escreveu: Beija-me!

Gosto de poemas imperativos, mas suaves e cálidos, sem barreiras mentais. Este, não as tem.

Um abraço da Luz.

Sofá Amarelo disse...

Só se está completo quando o beijo é tranquilo, doce e perfumado. As promessas devem ser trocadas pelo prazer do beijo, e o beijo não tem local para se sentir...

oteudoceolhar disse...

Promessas … Por vezes não deveriam ser feitas, por vezes não deveriam ser ouvidas…por vezes, de tantas vezes, com todos os sentidos perdidos num… um singelo beijo, sem sabor a promessa, mas sabor a calmia, adocicada com sabor a um pecado muito nosso… prazer…como quando e onde? Por vezes que importa … certo?
Beijo n´oteudoceolhar.