sábado, setembro 22, 2012

IRRESÍSTIVEL


Sou atrevido....
Muito atrevido....

E IRRESÍSTIVEL...

Pois quem não gosta de um bebé
simpático como eu???

Lá estou eu a vangloriar-me
O que não é bonito, eu sei....
Mas o que querem que faça?
Se me sinto irresístivel.....





Foto da “Pour le Plaisir des Yeux”

4 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Sente-se irresistível e é irresistível, olhos semi-escondidos entre as mãos pequenas de ternura, quem não se iria vangloriar se assim fosse?

Nilson Barcelli disse...

O teu poema também é irresistível...
Brilhante, como sempre.
Beijo, minha querida amiga.

oteudoceolhar disse...

...Ora com este rosto traquinas...Irrascivel, em pureza, inocências e grandeza...
Gostei deste teu poema :)...com o seu quê "irrassível" :)

Beijo n´oteudoceolhar*

CamilaSB disse...

E quem resiste a estas "coisinhas fofas e amorosas"...
Belíssimo e irresistível - o poema e o olhinho azul meio escondido, com ar "malandreco"
Amei! Beijinhos e boa semana, Marta! :)