sexta-feira, junho 21, 2013

SOBRE





Sobre o fim

não sei o que mais há a dizer....

Sobre a luz

tenho muito que contar...





Tela de William Bouguereu “A Childhood Idyll”


6 comentários:

Daniel Costa disse...

Marta

Da vida sabemos o principio e o durante, a luz. O outros o saberão.
Beijos

Ailime disse...

Olá Marta, um poema iluminado! Magnifico. Beijinhos Ailime

Paixão Lima disse...

O fim é o ponto final de uma narrativa.
Sobre a luz é bom sê-lo sem procurar parecê-lo.
Mesmo que o excesso de luz produza a cegueira.
Bom «fim» de semana.

Sofá Amarelo disse...

Sobre o fim pouco se pode dizer porque ele é uma incógnita, agora sobre a luz tudo se pode contar, e há muito para contar porque a luz ilumina as mentes e as ideias... :-)

Nilson Barcelli disse...

Conta lá então tudo acerca da luz... mas, de preferência, sobre a luz que não tem fim...
Marta, querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
Beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

e ainda bem...

:)