sábado, março 15, 2014

CHEIRO A MEL E A CANELA






Tela de Quang Ho


Se pudesse,
fugia à monotonia do dia,
libertando cheiros intensos,
exóticos sabores...
O cheiro quente da canela
O sabor intenso do mel,
aliviando o cansaço do dia
e negando a crueldade do frio...
Amando-te por completo
Com mel nos lábios
e um leve cheiro a canela
 na pele...

9 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Sabor de mel e cheiro a canela na pele... huuuummm... isso é afrodisíaco...
Gostei do teu poema, querida amiga, é magnífico.
Marta, tem um bom fim de semana.
Beijo.

DE-PROPOSITO disse...

Se pudesse,
---------
Se pudesse,... os sonhos bons seriam todos realidade.
------
Que a felicidade ande por aí.
Manuel

Sofá Amarelo disse...

A sintonia perfeita: mel, canela, lábios e sentidos à flor da... pele!
Há que fugir à monotonia dos dias, libertar os sabores em todos os sentidos, aliviar cansaços e viver intensamente, negando todas as crueldades!

Maria Rodrigues disse...

Com cheirinho a canela e sabor a mel concerteza que se consegue quebrar a monotonia dos dias.
Lindo poema.
Beijinhos
Maria

Pérola disse...

Que delicioso aroma.
Simplesmente apetecível.

Beijos

Gaby Soncini disse...

Que bonito esse cheiro de amor!

Um beijo!

© Piedade Araújo Sol disse...

muito sensual...

:)

Teresa Poças disse...

Gostei em particular dos dois últimos versos! Muito sensorial e ritmado este poema de amor!

Caio Fazolato disse...

Intensidade em sua bela sensualidade...ah se eu pudesse , eu fugiria à monotonia de verdade para sentir o sabor do mel emanando todo o meu ser e deixar-me com a eterna marca em minha pele do cheiro da canela , e do cheiro de viver .

Muito bom !!!!!!!!!!!!!!!!