quarta-feira, agosto 20, 2014

PARAÍSO



Escapo do Mundo
nas últimas gotas de chuva
E naufrago aqui...
No Paraíso...
Nas cores discretas...
Na sombra da minha própria sombra...
E o que dizer do Mar?...
Apenas mergulhar e esquecer-me...




FOTO DE JOSÉ ALEX GANDUM

9 comentários:

Mar Arável disse...

Por breves instantes

tantos são os paraísos

Vieira Calado disse...

Olá, boa noite!
...e o poema ficou com todo sabor a mar!
Beijinho para si!

Vieira Calado disse...

Olá, de novo!
Em relação ao seu interesse manifestado por Cicunciclo, o neu obrigado.
Procurei o seu mail mas não o vejo.
Ele será apresentado na Feira do Livro de S. Paulo, no dia 28.
(conforme cartaz no meu blog). Depois, em Outubro,será apresentado em Lisboa, no Museu do Oriente, durante um Banquete de Gala, promovida pela Editora (segundo percebi, apenas para convidados da Editora). Só nessa altura saberei se e onde vai estar à disposição do público, em livrarias de Portugal. O preço que fixaram foi de 30 reais, no Brasil e 10 euros, em Portugal.
Mas eu tenho ainda alguns exemplares (que sobraram da Feira do Livro de Autores de Lagos), ao preço do lançamento, e a título promocional, e que inclui oferta de livro mais antigo.
Se achar bem, então me dirá.
Saudações poéticas!

Sofá Amarelo disse...

Haver´a coisa melhor que mergulhar no Paraíso... mesmo que as cores sejam discretas e o Mar convide a esquecer...

retriever disse...

Beautifull poesia, saluda del Belgica.

Pérola disse...

O mar...esse aconchego imenso, essa perfeição de companhia.

beijo

Manuel Luis disse...

Perfeito!
Bj

Agostinho disse...

No regresso a casa "apenas mergulhar e esquecer-me" abandonada à felicidade.

© Piedade Araújo Sol disse...

mar
refúgio e inspiração dos Poetas
beijinho

:)