terça-feira, agosto 12, 2014

TUDO ISSO


IMAGEM DE VOLEGOV

Não sei
o que é mais brilhante do que a Lua
Se o amor puro e simples
Se a beleza inexplicável do tempo
Talvez seja tudo isso...
A pureza, a simplicidade, a beleza….
Ou talvez não…
Tenho apenas a certeza 
de que perder não é uma opção….




5 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

perder, nunca foi uma opção.
são acidentes de percurso.
beijos

:)

Graça Pires disse...

"A beleza inexplicável do tempo" onde "perder não é uma opção"... É sempre algo que se ganha, Marta. Gostei de ler o poema.
Um beijo.

Daniel Costa disse...

Marta

Romanticamente a opção pela lua em conjugação com o amor, é de ponderar.
Beijos

Emília Pinto disse...

De certeza que " a pureza, a simplicidade, a beleza " brilham como a lua, não tanto como ela,mas dão a luz suficiente para que a nossa vida tenha mais essência. Lindo e simples, como sempre, Marta. Um beijinho e até sempre.
Emília

Sofá Amarelo disse...

Perder jamais será uma opção, porque mais brilhante que a Lua... é o Sol. E ele é o símbolo máximo da beleza porque é ele que dá a vida, e com a vida pode então ter como opção a pureza, a simplicidade e a beleza.