quarta-feira, setembro 03, 2014

ABRAÇO DE ÊXTASE





Esta noite,
surpreendo-te e não falo das estrelas
Até da Lua me esqueço...

Esta noite,
deixo que seja o cheiro a encontrar-te
No espaço onde sentes o meu corpo...
...  num abraço de êxtase ...




FRAME 0005” (EXPLORED) BY SONYA KOSLOVA

3 comentários:

Graça Pires disse...

Muito belo, Marta!
O abraço: terra-natal de todos os desejos...
Um beijo.

Ailime disse...

Bom dia Marta,
Mais uma das suas pérolas!
Belíssimo poema!
Beijinhos,
Ailime

Sofá Amarelo disse...

A Lua está pela metade, a caminho de Lua Cheia... sendo assim, é mais fácil esquecer a Lua e procurar o espaço onde os corpos se encontram num abraço de êxtase...