sábado, dezembro 06, 2014

LONGE



Esta noite
volto a sentar-me
na posição de Buda...
A mão esquerda em cima da direita
O Sol a afirmar-se...
A Lua a suplicar atenção...

Sinto-me leve...
Talvez longe do Mundo..
Mas apenas sei
que não estou longe de mim...



TELA DE JOHN WILLIAM GODARD

6 comentários:

Graça Pires disse...

Um momento de introspecção, Marta. Os deuses vigiando todos os movimentos...
Beijo.

Ailime disse...

Boa noite Marta, excelente poema!
E é tão bom por momentos esquecer o que se passa lá fora...
Beijinhos e bom domingo.
Ailime

Sofá Amarelo disse...

Pode estar-se longe do mundo mas o fundamental é que não estejamos longe de nós próprios... e a posição de Buda ajuda a sentir o Sol e a buscar a atenção da Lua...

Mar Arável disse...

... e já é tanto

Bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

e estar perto de nós
é muito bom...

:)

Agostinho disse...

Sem perder o pé o voo pode ser mais longo.