sexta-feira, março 13, 2015

OUSADAS



Não mais são
do que prazeres...

O olhar cúmplice,
o beijo roubado,
o leve toque...

São promessas da noite...
De que não se fala…

São promessas da noite...
Que por serem secretas,
podem ser ousadas...






IMAGEM DA PÁGINA "DISCOVER ART"

3 comentários:

vendedor de ilusão disse...

Poesia ousada e deslumbrante!

Ailime disse...

Boa tarde Marta,
Magnífico poema!
Só a cumplicidade da noite permite tais ousadias.
Beijinhos e um bom domingo.
Ailime

Sofá Amarelo disse...

As promessas da noite são sempre para serem ousadas e nunca faladas, porque por serem secretas são cúmplices da noite...