sexta-feira, julho 24, 2015

CHEIRO EM MIM



Esta noite, perdoa-me...
Pois vou roubar as tuas palavras...
Esgotei simplesmente a beleza das minhas...
Perturba-as a violência do Vento...
Entristece-as a transparência da Lua...
E deixam-me só contigo e com o teu cheiro em mim...


ROMANCE ECHO” DORINA COSTRAS

3 comentários:

Graça Pires disse...

Palavras perturbadas, entristecidas. Palavras que a inspiração torna tão belas...
Um beijo, Marta.

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Marta
Quando se esgotam as palavras... resta uma sensação de cansaço, de amor esquecido pela vida.
bj amg

Sofá Amarelo disse...

As palavras não são eternas: podem esgotar-se na violência do Vento ou na transparência da Lua... mas é com o cheiro das palavras que se constrói a beleza da noite...