segunda-feira, setembro 28, 2015

FINALMENTE




Amanheço...
Triste... Pesada...
Cinzenta...

Sinto a inquietação do Mundo,
mas só o vejo na mente...

E voo...

Voo para fora do nevoeiro,
para longe do cinzento...

E só paro quando o céu se abre
vagueando,
finalmente,
pelo azul do arco-iris...






FOTO DE JOSÉ ALEX GANDUM

5 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

pois é, temos de beber o azul para apaziguar o cinzento.
boa semana.
beijo
:)

Daniel Costa disse...

Marta, voar e encontrar, finalmente ancoradouro, é boa expressão.
Beijos

Agostinho disse...

Ao amanhecer o desafio vem romper as cadeias do não escondidas no medo das nuvens, rumo ao azul.

Sofá Amarelo disse...

O mundo está inquieto, cinzento, triste... mas há sempre um céu azul onde uma ave vaguenado pode descobrir um arco-íris...

Ana Pereira disse...

Boa noite
Passei pelo teu cantinho para te convidar a visitar o meu espaço de poesia. Espero que goste(s.)
Um abraço, Ana Pereira
http://almainspiradora.blogspot.pt/