quarta-feira, janeiro 20, 2016

QUADRO ABSTRACTO



Esta noite...
Não houve palavras
Palavras cheias de cor e de calor
Que transformassem a noite
num quadro abstracto
Sem qualquer sentido
Mas para mim...
a noite abre o caminho
para o meu destino...


DE SVETLANA KANO

5 comentários:

Daniel Costa disse...

Marta, sempre encontramos destino. Calada da noite é sempre destino romântico, quiçá poético.
Abraços

Jaime Portela disse...

E as palavras precisam de luz...
Belo poema, gostei.
Marta, continuação de boa semana.
Beijo.

Sofá Amarelo disse...

Costumo dizer que "a noite é a verdade" porque é de noite que as coisas importantes "acontecem", isto é, é de noite que se tomam as decisões, que se fazem os planos e que traçam os destinos... mesmo que o desenvolvimento venha a acontecer no quadro abstracto que é o dia...

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Lindíssimo poema!
É à noite que a luz brilha mais.
Um beijinho e bom domingo.
Ailime

Agostinho disse...

A poetisa para vincar o sentido do destino perfigura-o em sentido inverso e, assim, consegue plenamente erguer o poema de amor. Perdoe-me, Marta, pegar nas suas palavras deste jeito:

Sem qualquer sentido
Mas para mim...
a noite abre o caminho
para o meu destino...
Duma tela muda branca
faremos do abstracto
uma noite concreta de amor

Bj