segunda-feira, maio 23, 2016

TERRA DO NUNCA



Ando à procura…
Do Peter Pan e da Terra do Nunca
Onde a palavra “nunca” não existe
e a magia torna qualquer sonho possível…
Não sei se a encontrarei algum dia…
Ou se terei palavras para a descrever
Mas sei que continuarei a procurá-la…


DE ELZBIETA BROZEK

6 comentários:

Arroz Di Leite disse...

Passando para te conhecer e aproveito e fico com você aqui.
Nunca deixo nunca acontecer.
Linda semana.
Bjs

Tânia Camargo

Mar Arável disse...

Procuro mas não te encontro

Bj

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Vale sempre a pena lutar pelos sonhos!
Magnífico poema!
Biejinhos,
Ailime

© Piedade Araújo Sol disse...

procuramos muitas vezes o que não sabemos e outras o que sabemos não encontrar, mas é aí que reside o mistério da procura...

muito belo!

beijinho

:)

Sofá Amarelo disse...

Não importa se as palavras podem ou não ser descritas, elas falam por si, em especial a palavra "nunca", a qual... nunca deveria ser descrita, a não ser pela magia dos sonhos possíveis...

Agostinho disse...

É como um jogo, não é?
Na sucessão da escolha
- pim-pam-pum -
o acerto "és tu".