quinta-feira, julho 14, 2016

O PRAZER DO MOMENTO



Às vezes,
sinto-te apenas
no êxtase do meu corpo...

Outras vezes,
descrevo-te nas cores
do Vento...
E depois...
Esqueço tudo
no prazer do momento....



De Zena Holloway

5 comentários:

Jaime Portela disse...

O prazer do momento faz esquecer tudo o resto...
Magnífico poema, como sempre.
Marta, minha querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Anjopoesia Anp disse...

A vida é cheia de momentos. Bela poesia

Sofá Amarelo disse...

E quando se esquece é porque o momento é mesmo de prazer, pois o prazer inibe a memória... por isso é bom quando não nos lembramos bem do que se passou, só se sabe que foi muito bom... se o momento estiver muito detalhado na nossa memória é porque se calhar não foi assim tão bom... e talvez tenha que ser assim para que se queira repetir sempre os momentos bons porque já não nos lembramos bem como foram, só sabemos que foram muito bons...

Graça Pires disse...

Muito belo este poema, Marta. Há momentos assim, em que saboreamos o prazer até encontrarmos "as cores do vento"...
Um beijo.

Mar Arável disse...

Há dias assim
redondos