sexta-feira, outubro 21, 2016

DOLOROSO



Estou cansada e velha…
E sei que vou morrer longe do Mar
Não sei porque digo isso,
quando o vejo ainda à distância…
Mas eu e o Mar
já confessamos tudo um ao outro
Não há mais nada a dizer
E o Adeus será tão doloroso…
Que quero apenas lembrar-me
Do murmúrio das Ondas….



FOTO DE JOSÉ ALEX GANDUM

3 comentários:

Daniel Costa disse...

Boa tarde Marta
Nascer junto ao mar, saber ouvir os seus gemidos, por vezes a sua ira, é sempre boa preparação poética.

Por favor veja e comente o post
Cidade de Fortaleza – Tratado deTaborda
http://amornaguerra.blogspot.pt/
BRASIL: SORRISO DE DEUS.

Bjs

Sofá Amarelo disse...

O murmúrio das ondas perdurará para sempre na memória dos tempos e nas asas da distância...

Graça Pires disse...

As ondas têm diálogos com o mar que o nosso coração entende e guarda.
Muito bom, Marta. Uma boa semana.
Beijos.