segunda-feira, janeiro 16, 2017

OLHAR



Esta manhã,
acordei agitada, sem rumo
Deixei o quarto na penumbra
e sentei-me na posição de Buda....
Fechei os olhos e coloquei as mãos
em concha no colo....
E voltei o olhar para dentro de mim...



DE DASCHA FRIEDLOVA

4 comentários:

Graça Pires disse...

A introspecção faz-nos esquecer os cansaços e as sombras. E as palavras transformam-se em íntimos silêncios...
Muito belo, Marta.
Uma boa semana.
Beijos.

Sofá Amarelo disse...

Olhar para dentro de nós é sempre bom a qualquer hora do dia... mas é de manhã que as horas ganham contornos e posições que cada um pode moldar como quiser...

Ailime disse...

Bom dia Marta,
Há dias em que nos custa encarar a claridade da manhã e nada como um momento de introspecção para nos reencontramos e nos abrimos à luz.
Magnifico poema.
Beijinhos e óptima semana.
Ailime

Jaime Portela disse...

Às vezes é bom meditar um pouco...
Belas palavras, gostei muito.
Marta, querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.