terça-feira, fevereiro 14, 2017

NA PELE



Esta noite,
insinua-te à minha pele...
Não deixes que ela se cale
Chama-a alto e depois...
Esquece-te em mim...





BY CHRISTIAN MARTIN WEISS

6 comentários:

Emília Pinto disse...

Esta noite? Sim, ela é especial, mas que assim sejam todas as noites. Beijinhos, Marta.
Emilia

Agostinho disse...

Da febre emergem botões na pele do amor.
Bj.

Sofá Amarelo disse...

Insinuação de pele, talvez um dos expoentes máximos da cumplicidade e da partilha...

Luiza Maciel Nogueira disse...

A pele em insinuações arrepia o verbo. Beijo

Jaime Portela disse...

Gostei da sensualidade insinuada nas tuas palavras.
Belíssimo poema.
Continuação de boa semana, querida amiga Marta.
Beijo.

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Um poema muito belo e sensual.
Beijinhos,
Ailime