quinta-feira, maio 25, 2017

ABSURDAS





Hoje…
Brinco com as palavras
Procuro as mais absurdas,
as mais esquecidas…
E pincelo o Tempo,
desafiando a Memória,
num devaneio criativo...




DE BORIS PROKAV

6 comentários:

Franziska disse...

Sencillamente delicioso. Bello texto e imagen. Usted tiene un gusto exquisito. Saludos cordiales. Franziska

Agostinho disse...

Olá, Marta!

Há palavras esquecidas, sim,
embrulhadas, perplexas, cépticas,
que afloram à boca imprestáveis.
Ou sumidas nos buracos negros da memória inábil dos senis.

Bj.


Sei lá disse...

Qualquer palavra pode ser absurda... depende das circunstâncias.

Sofá Amarelo disse...

Os devaneios são quase sempre criativos, em especial quando se pincelam as palavras, mesmo as que ficam esquecidas nas memórias do tempo...

Graça Pires disse...

Devaneios próprios de quem tem a alma cheia de poesia...
Uma boa semana, Marta.
Um beijo.

Ailime disse...

Boa tarde Marta,
Muito bela a imagem assim como o seu magnífico poema.
Bjs
Ailime