segunda-feira, maio 22, 2017

DESTINO



Olhai para mim…
Sigam-me
E sintam...
Como eu sinto o Mar,
o Vento,
o tempo...
E só depois…
falarei no destino...



FOTO CEDIDA PELA PIEDADE ARAÚJO SOL

6 comentários:

Sofá Amarelo disse...

O destino marca a hora, como dizia o poeta, mas a hora, o local e as pessoas também podem marcar o destino... basta que saibam sonhar, sentir o Mar e o Vento... e o destino surgirá soprado no tempo...

Franziska disse...

Instantes y ensoñaciones, sentimientos y emociones que abordan el corazón- Poético. Muy especial. Saludos cordiales. Franziska

Luiza Maciel Nogueira disse...

Belíssimos versos e foto Marta!!

Grande beijo!

© Piedade Araújo Sol disse...

Marta

o destino deixemos para lá...e ao olhar o mar
a poesia transborda das mãos do Poeta
em inspiração e sentires
a foto está bem para o poema (mas eu sou suspeita neste caso)
obrigada pelo destaque ;)
beijinhos
:)

Jaime Portela disse...

Felizes dos que sabem (e podem) voar.
Excelente poema, gostei imenso.
Bom resto de semana, querida amiga Marta.
Beijo.

Agostinho disse...

E se o destino é
combinado à cautela,
de aplicações e aforros
a coberto de seguros e garantias...
vem um vento que muda o tempo
que a gente tem.

Fique-se com o mar
que é tão grande,
impossível de roubar.


Bj.