segunda-feira, outubro 08, 2007

AS LÁGRIMAS

Súbito, o Amor e o Tempo, combinados,
Abrem as asas trémulas ao vento....
-"Por que voais assim tão apressados?
Onde vos dirigis?" - Nesse momento
Volta-se o Amor e diz com azedume:
-"Tende paciência, amigos meus!
Eu sempre tive este costume
De fugir com o Tempo....Adeus!Adeus!"
O Amor e o Tempo (excerto) de António Feijó

O meu comentário??
Por vezes, o Amor escapa-se...
Impaciente, irrequieto....
encontra no Tempo o verdadeiro aliado...
Nunca olham para trás....
procuram novas aventuras,
novas luzes, novos corações....
Deixam-nos ficar...
Arrependidos de não termos aproveitado
o que nos faz verdadeiramente vibrar....
O que dá gozo à vida,
.....brilhar......aplaudir.......encantar....
Esquecer as lágrimas
que agora cansam os olhos..........

4 comentários:

Sol da meia noite disse...

Olha Marta, o Vento umas vezes trás, outras leva o Amor.
Mas em geral, parece que se diverte a ver-nos correr atrás dele. E finta-nos, porque sabe os nossos segredos... porque é nele que os escrevemos...

Beijos!

Maria Clarinda disse...

Eu...eu concordo contigo a quase 1000%.
Jinhos mil

Lumife disse...

Bela escolha.

Mas também concordo com o teu comentário.


Beijos

carla granja disse...

O QUE EU DIGO: É QUE NÃO CHORO POR QUEM NÃO ME AMA ,NEM TENHO PACIENCIA PARA ESPERAR POR NADA:)
AMO KEM ME AMA E KEM NÃO ME AMA E MESMO K EU AME ESSA PESSOA NUM INSTANTE ELA SAÍ DO MEU CORAÇÃO.
TIVE AUSENTE UNS DIAS PQ O MEU MODEM AVARIOU:( SE KISERES ME VISITA
BJO
CARLA GRANJA