quarta-feira, julho 23, 2008

VALE A PENA

Vem Vento, Varre




Vem vento, varre


sonhos e mortos.


Vem vento, varre


medos e culpas.


Quer seja dia,


quer faça treva,


varre sem pena,


leva adiante




paz e sossego,


leva contigo


nocturnas preces,


presságios fúnebres,


pávidos rostos


só covardia.


Que fique apenas


ereto e duro


o tronco estreme


de raiz funda.


Leva a doçura,


se for preciso:


ao canto fundo


basta o que basta.


Vem vento, varre!





Adolfo Casais Monteiro




O meu comentário??




Culpa e medos....que o Vento os leve....




Desimpeça o caminho....




Para que se erga a cabeça e se deixe de sentir culpado....




Pela alegria com que brindamos a vida.....




Não, o Vento não deve varrer a doçura...




A alegria, o riso....




Deve ensinar como os preservar....




Pois culpa e medos....o mundo tem em demasia....




E há sempre alguém mesquinho que nos faz sentir culpados...




Por algo tão natural, tão necessário e que vale tanto a pena........


4 comentários:

Só Eu disse...

Marta. Conheço muito mal Adolfo Casais Monteiro. Do que li lembro-me de algo taciturno. Do que me ofereces hoje quase que confirmo a minha primeira impressão.
Prometo uma coisa. Vou reler ACM. Por isso agradeço o facto de me teres feito voltar aos meus tempos de maior fulgor literário (como leitor, claro está...)
Quanto ao teu comentário, e não penses que estou a dizer isto de circunstancia, acho que consegues dar luz ao texto do ACM.
Beijinhos

RENARD disse...

Os medos e angústias, por vezes, atrasam a nossa vida.
Devemos "varrer" a culpa tentando remediar o mal que fizemos. Não sendo possível devemos pô-la de lado mas nunca esquecer que ela lá está porque agimos mal. Doutra forma cairiamos no mesmo erro vezes sem conta.
A culpa está lá para nos lembrarmos que somos humanos e erramos. Mas uma vez basta!

Beijinhos grandes e obrigada pelo Iced Tea

Beijinho

Nilson Barcelli disse...

Um comentário/poema à altura do poema, que não conhecia.
Tu escreves muito bem, repito-o...

Beijinhos.

Carla disse...

tão mau quando outros condicionm o nosso sentir...quando são a fonte dos nossos medos e preocupações
beijos e parabéns qpelo belo texto