quarta-feira, novembro 12, 2008

ESPERAR

Por ti, esperarei, esperarei..


E sei


Que até ao meu coração virás


Apenas ignoro - que importa? -


De que longes, de que caminhos,


De que cerros ou descaminhos


- Encontro tardio! - surgirás.




Qualquer que seja a maneira,


Hora-luz bendita a que te traz,


Candeia de negras noites,


Acha quente de lareira,


Seara das minhas fomes


Meu arco-íris de Paz




Esperarei por ti de Agostinho Gomes


(Livro "Janela - e rua e mar ao fundo")





O meu comentário???





Quem não espera???





Quem não se apressa na noite fria para receber tal abraço?





Sentir todo esse amor...





..........essa Paz vibrante...





Na alma....os desejos completam-se...





Calam-se os segredos....





Fala-se apenas da Paz...





Estar com quem espera...





E nos espera com Amor.....

4 comentários:

João da Silva disse...

A poesia é linda, profunda... o comentário é lindo, profundo. Quanto a este Neruda, aqui, nossa, que conjunto maravilhoso você tem a apresentar a seu leitor!
Beijos carinhosos do João!

FM disse...

Não exageres na espera... Podes adormecer e deixar de viver.
Beijos com Essências.

victor disse...

Espera... tão longa espera... mas meu coração não te esqueçe... queria tanto poder esquecê-la... Abraços

BC disse...

Quem nos espera com amor merece toda a nossa atenção!!!!
Isabel