sábado, novembro 01, 2008

IMPOTENTE

4. À distância do céu



Horror é conhecer



o fundo do abismo


ou da muralha


saber até à precisão


as unhas de distância


para o céu.



Horrer é conhecer



O vento mais macio


a bandeira mais clara


a que anuncia


mas nem dentes nem mãos



Horrer é conhecer



tudo o resto se cura com a vida



Ana Luisa Amaral (Livro "Entre dois rios e outras noites")



O meu comentário????



O horror é não saber...

Não ter notícias...

Pressentir a gravidade da situação....

Sentir coração apertado....

Ficar incapaz de respirar...

Ficar-se impotente.......

8 comentários:

Marta disse...

Olá, venho dar a conhecer o meu novo blog, apos alguns dias para ficar tudo bem decidi começar com ele hoje, espero que goste de o visitar e que faça parte dos seus favoritos... com o tempos darei a conhecer o que gosto de fazer - Escrever..

Beijos e boa visita.

http://marprofundo.mine.nu

AnaMar disse...

O horror é ignorar...
Abraço.

Uma Ilha disse...

Horror é sentir, ver e nada poder fazer.Beijinho
UMA ILHA

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá querida Marta, o horror ultrapassa-se com calma e lucidez... Gostei!... Já fui espreitar o teu novo blogue e gostei!
Também comecei hoje um novo onde já fiz duas postagens, o perfil é este que aqui deixo,
muitos beijinhos de carinho,
Fernandinha

f@ disse...

Horror é ameaça que passa... vais ver...
Beijinhos das nuvens

Verdinha disse...

Querida Marta, deixa os horrores todos de lado e vê as belezas !
Beijinhos verdinhos

Sol da meia noite disse...

Tal como dizes, horror é não saber...

Beijinho *
:-)

mother disse...

Oi amiga tudo bem, vim te dizer que tem um mimo lá para vc,venha buscar..beijos