quinta-feira, fevereiro 12, 2009

NA PRAIA

Poema de Amor


A praia é de seda,

os meus olhos -

saudade.

Quando te verei?


A praia é de água,

a minha boca - seda.

Se te beijarei!


A praia é de sol,

o meu cabelo - sombra.

Como te amarei!


Leonilda Cavaco Alfarrobinha

(Livro "Os dias do Amor")


O meu comentário???


Amar-te.......


Porque te sinto...


...te desejo....


Na pele que se oferece ao Sol...


No mar que beija a pele...


A pele que te toca....


Desafia-te....seduz-te.....


Amar-te....


Nas horas que são só nossas...


Como a praia o é....


Quando nos amamos...


7 comentários:

Alvaro Gonçalves disse...

Querida Marta,

Boa tarde meu anjo,

Me desculpa a ausencia, por vezes ela faz-se necessária, mas acredita que não me esqueci de ti nem de ninguém nestes lugares maravilhosos onde passo muito bons bocados e onde aprendo muito.
Meu anjo mais uma vez o amor, aliás como sempre, o poema que hoje aqui partilhas é lindo, mas que me perdoe quem o escreveu, pois gosto mais da tua conclusão, não por teres sido tu a escrever, até porque sou do tipo de dizer sempre o que penso e sinto, mas porque realmente é a verdade dentro do que sinto.
Obrigado minha querida, quanto ao resto, acredita que apesar da minha semi ausencia, continuo orando por ti Martinha na esperança de que um dia me digas que já te estás sentindo melhor, seja como for sempre continuarás em minhas preces.
Beijos em teu coração.

Sol da meia noite disse...

Existem lugares que são referências para o nosso sentir. Lugares que acabam por se confundir connosco, gerando como que uma fusão com os momentos vividos e os desejos de novos momentos.
Maravilhosa esta associação da praia à textura da seda. Em geral associamos a praia à ideia de algo meio agreste, mas o sentir tudo pode...

Belo post. Soube-me bem lê-lo nesta tarde que parece de primavera.

Um beijinho *

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA MARTA, BELO POEMA E SUBLIME COMENTÁRIO... ADOREI AMIGA!!!
UM GRANDE ABRAÇO DE AMIZADE,
FERNANDINHA

BC disse...

A praia e o amor são duas belezas da vida que se conjugam plenamente.
Beijos
Isabel

Blueshell disse...

Belíssimo texto...tão simples e tão completo no seu todo, por ser tão pleno de sentires.
Obrigada.

Bj

BShell

TristãoeIsolda disse...

A saudade leva à inquietação, ao desejo.
Neste poema, é doce seda essa saudade.

Abraço

O diabo está nos detalhes disse...

e como é, essa praia?