segunda-feira, abril 27, 2009

PERGUNTAS INCONVENIENTES

Solidão



A solidão é como uma chuva.



Ergue-se do mar ao encontro das noites;



de planícies distantes e remotas



sobe ao céu, que sempre a guarda.



E do céu tomba sobre a cidade.



Cai como chuva nas horas ambíguas,



quando todas as vielas se voltam para a manhã



e quando os corpos, que nada encontraram,



desiludidos e tristes se separam;



e quando aqueles que se odeiam



têm de dormir juntos na mesma cama:



então, a solidão vai com os rios...






Rainer Maria Rilke, in "O Livro das Imagens"


O meu comentário????


Solidão....desilusão???

Mais profundo que isso???

Perguntas inconvenientes....

Respostas pobres.........

Nem a chuva dissipa dúvidas....

Põe a nu as fragilidades...

A verdade que não se olha de frente....

Lutar contra a solidão??

Preencher as lacunas quando não é uma opção...

Mas deixamos que fosse imposta.........

4 comentários:

entremares disse...

Quando a pergunta é Solidão ?

Todas as respostas são pobres.

Uma boa semana...

Graça Pires disse...

"A solidão vai com os rios" diz Rainer Maria Rilke, neste belo poema."Lutar contra a solidão?" perguntas. "Nem a chuva dissipa dúvidas"... tens razão.
Um grande beijo.

BC disse...

É muito triste onde eistre a solidão, e ter quee dormir com alguém que nada nos diz deve ser terrível...!
Beijos
Isabel

ematejoca disse...

Um dia destes hei-de explicar-te tudo sobre os meus blogues. Esta madrugada só digo que o prémio está aqui:

http://ematejoca-ematejoca.blogspot.com/

conhecido por "ematejoca azul".

Este prémio é-te oferecido, Marta, pela qualidade dos teus blogues, por isso tinha uma grande alegria, se o fosses buscar.

Boa noite! Bom dia!