sábado, junho 06, 2009

HISTÓRIAS SOBRE A VIDA

Meu Par
O papel em branco
que a tantos aterroiza
q mim não dá medo;
é meu companheiro
nas andanças do dia-a-dia
Carrego-o para todos os lugares
e se alguma ideia me surge de surpresa
ou me toma por inteiro
recorro a ele
- meu testemunho, calado
de tudo o que penso desejo
E não falo
Maria do Carmo de Lima Bomfim (Carmo Bomfim)
(II Antologia de Poetas Lusófonos)
O meu comentário???
Também gosto de ter um bloco de notas, guardado na minha carteira
Fica esquecido, por vezes e a folha em branco...
Porque não tenho palavras..
Não me lembro nada para dizer - arrasto apenas os pés pelos dias..
Outras, a folha fica cheia de frases, palavras inacabadas...
Atrapalhadas, atropeladas para que a ideia não escape....
Procuro um sítio calmo e reescrevo-as....
No meu desejo que não consigo calar....
Nessas muitas histórias sobre a vida...

8 comentários:

entremares disse...

Histórias sobre a vida ?

Às vezes gostava de acreditar que a vida continua a ser feita de escolhas e não de só de consequências. Tudo depende da alegria ou da tristeza com que nos levantamos...

Mas acredito que tudo são palavras inacabadas.
E ainda bem.
Detestaria saber que não havia mais nada para escrever...

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA MARTA, TUDO LINDO POR AQUI, MINHA AMIGA DO CORAÇÃO... BEIJINHOS E ABRAÇOS COM MUITO CARINHO,
FERNANDINHA

Je Vois la Vie en Vert disse...

Ma chère Marta,

Nous passon parfois dans des périodes comme celles-là où nous n'avons pas envie d'écrire ou pas d'inspiration.

Je suis passé par la situation dont tu souffres pour l'instant et bien qu'elle se soit un peu stabilisée, je crains tous les jours d'apprendre qu'elle s'en est allée vers d'autres cieux car son coeur est bien usé (89 ans).
J'espère que dans ton cas, la situation est plus simple, plus jeune et que tu pourras encore voir ta maman longtemps. De toute façon, je te souhaite beaucoup de courage !

Bisous de

Verdinha

Graça Pires disse...

Um bloco de notas. O pior é quando fica em branco...
Um beijo.

Sofá Amarelo disse...

Também ando sempre com um papel em branco na minha vida ... que preencho de vez em quando com gotinhas de vida...

BC disse...

Uma folha de papel branco é uma companhia para as nossos desabafos do dia à dia, para mim sempre

Carla disse...

entendo essa relação com as palavras, porque assim é a minha relação com elas...até com o bloco de notas em branco na minha carteira

Passei para te falar também do lançamento do meu livro de poesia "In-Finito sentires", no próximo dia 27 de Junho, às 16 horas, na BIblioteca de Valongo.
Caso possas gostaria de contar com a tua presença
beijo

Vieira Calado disse...

Pois, amiga Marta,

fez boas escolhas.

Quando se escolhe bem é porque se sabe do assunto!

Bjs