terça-feira, julho 12, 2011

SEDUÇÃO

Só a rajada de vento
dá o som lírico
às pás do moinho.

Somente as coisas tocadas
pelo amor das outras
têm voz

"Da voz das coisas" de Fiama Hasse Pais Brandão

O meu comentário???
E acrescenta mistério à noite...
Fala de tranquilidade ao dia...
E eu sonho acordada
e esqueço-me....
Das coisas, da vida....
Procuro a tua voz
e sinto como se enrosca...
Em tudo o que toco....
Para que sorria
e descanse na sedução 
da tua memória....

4 comentários:

Sandra disse...

Só o amor tem essa capacidade de dar voz às coisas inaudíveis.
beijos

Silviah Carvalho disse...

Lindo poema, lirismo sem mesmices, parabéns.

Paixão Lima disse...

«...na sedução da tua memória...»

E, num jardim destruído,
Como fénix, renasce uma flor
Que permanece sempre viva!

E porquê...?!

Michelle Trindade disse...

Concordo com a Sandra, somente o amor faz ouvir a voz das coisas que não tem som..